Especial: As mulheres da Galeria

Março é mundialmente conhecido como o mês das mulheres, como forma de  homenagear  toda a  luta – de todos os meses e há tantos anos –  para finalmente ocupar seus espaços devidos e alcançar toda a representatividade que lhes pertence, nas mais diversas áreas. Na arte não poderia ser diferente, o Brasil conta com grandes nomes de mulheres que ajudaram a desenhar sua história artística e levar o nome do país para o mundo nesse setor. Para citar apenas algumas, podemos aqui mencionar Tarsila do Amaral (1886 – 1973) que esteve presente na semana de arte moderna de 1922, juntamente também com Anita Mafaltti (1889 – 1964) outra grande referência na pintura nacional, ambas transgressoras e mulheres a frente de sua época, além de tantas outras fortes e talentosas que batalharam e colaboraram para desenvolver a identidade artística brasileira.

A arte sempre foi uma grande aliada a diversos movimentos de expressão, filosóficos, e revolucionários, com nomes reconhecidos internacionalmente, e as mulheres também lutaram muito e foram importantes peças desse desenvolvimento. Dentre tantos nomes, podemos também destacar a artista mexicana Frida Kahlo, que com seu traço único e sua personalidade – tanto pessoal quanto artística – marcante, se tornou símbolo e referência para movimentos feministas e artísticos

As mulheres cada vez mais vêm (re) conquistando seus espaços e seu devido respeito no mundo, e assim também no universo das artes. A Galeria Fênix apoia, acredita e valoriza o poder, o talento e a força da expressão feminina, e tem em seu acervo obras de diversas artistas, nos mais variados gêneros e estilos.  Esperamos cada vez mais abrir espaços para que mulheres mostrem, desenvolvam e vivam de seus talentos, e acreditamos que ainda há sim muita luta pela frente. A seguir conheça um pouco mais sobre cada uma dessas mulheres que nos ajudam a construir nossa história, honrando as suas.

 


Gisele Ulisse

Filha de pai italiano e mãe brasileira, Gisele Ulisse nasceu em 4 de maio de 1972 na cidade de Jundiaí. Seu lado artístico despertou muito cedo, e aos 8 anos de idade já criava esculturas em pedra que eram vendidas para pessoas próximas, fazendo com que suas principais atividades na infância fossem voltadas a pintura e o desenho, paixão essa que refletiu ao longo da sua vida.

Formada pela Escola Panamericana de Artes e Artes Plásticas pela UNESP, finalizando com a licenciatura em Educação Artística, Gisele, além de exímia artista e dona de técnicas apuradas, também divide seu dom, ensinando técnicas de pintura há muitos anos e ajudando outras pessoas a lapidar e desenvolver seus talentos.

Sua identidade artística é marcante,  facilmente reconhecível por suas pinceladas leves porém firmes, e pelo modo como,  com muita naturalidade e sensibilidade, ela capta e reproduz imagens e cenas da nossa cultura,  do cotidiano e do dia a dia, numa dualidade de leveza e força, potência e sensibilidade, e sempre aflorando a beleza da feminilidade de maneira não óbvia.

 

 

Sandra Pardo Sarro

Nascida na cidade de Bebedouro em São Paulo, a artista Sandra Pardo é graduada em Educação Artística pela UNOEST na cidade de Presidente Prudente.

Iniciou suas atividades dedicadas a pintura nos anos 90, ao produzir trabalhos de forma arrojada, caracterizados por temas florais e de beleza única e simples, revitalizando objetos como uma garrafa que pode se tornar um vaso com a poesia sentida em cada traço.

Com seus traços únicos e cheios de personalidade passeando entre a alegria e a saudade, a artista consegue reproduzir magistralmente a vida e seus sentimentos através das cores, da potência de sua tinta e de suas pinceladas e da beleza tão única e poética expressa através da temática que ela escolheu: as flores.

Rosa Maria

Rosa Maria é uma artista paulista, nascida no ano de 1952, que estudou pintura na Escola de Belas Artes no início dos anos 80, e seguiu sua carreira de forma mais autodidata, dando vida a seu instinto artístico delicado, único e minuciosos.

Poderíamos tentar, e miseravelmente falharíamos, enquadrar o trabalho artístico de Rosa Maria no estilo Naif. No entanto, ainda que seu trabalho nos traga imediatamente esse respiro ingênuo, Rosa vai além, dando vida a sua atmosfera caipira, doce e quase saudosa, através de suas pinceladas absurdamente delicadas, donas de uma resolução impecável, de uma precisão absurda e ainda assim de um desenho encantador, único, leve e lúdico. Sua limpeza na transição de cores, sua doçura contida nos detalhes e sua paleta de cores viva, alegre e ainda assim perfeitamente harmoniosa, refletem sua personalidade artística única e sua maturidade técnica, adquirida ao longo de mais de 40 anos de pintura.

Rosa Maria foi premiada com a Medalha de Ouro na Casa da Cultura Sorocabana em 1994, e seus trabalhos já foram expostos internacionalmente, em países como Uruguai, Argentina, EUA, China, Japão e Dinamarca.

 

 

Valquíria

A artista Valquíria Faria de Barros, nasceu em Jaguarão, Minas Gerais em 1951. Em Belo Horizonte pôde estudar e desenvolver suas sensações através da arte, utilizando o bico de pena para desenhar cenas tão rotineiras das regiões mineiras, retratando a delicadeza da vida no campo.

Revelando o colorido provindo de suas raízes interioranas, a artista começou a pintar telas em que as tão bucólicas paisagens mineiras eram a inspiração para cada pincelada e cada traço leve, porém firme.  Sempre muito observadora dos costumes e da natureza, Valquíria trouxe para suas telas, com suas cores apasteladas e sua atmosfera quase que de sonho, um universo particular de brasilidade, feminilidade e paz.

 

Cleusa Masiero

Cleusa Masiero nasceu em São Paulo no início dos anos 40, iniciando a sua carreira artística aos 18 anos.

Por 20 anos foi coordenadora do movimento de Artes da Praça da República entre os anos 60 e 80. Seu estudo voltado a arte ainda conta com um curso de cinema em Super8, e de sonorização concluído nos anos 80, além de participar com exclusividade do escritório de artes Beatriz Telles Ferreira em Florianópolis em 1987.

Suas pinturas retratam com fidelidade e cores a diversidade da natureza brasileira, suas manifestações artísticas através da pintura proporcionaram que seus quadros fossem expostos em diversas galerias pelo Brasil como na Bahia, Goiânia, Porto Alegre e Belém do Pará, e em diversos países como EUA, Japão, Itália, Portugal e França. Seu traço acadêmico é firme, porém vivo e dinâmico, e suas temáticas abrasileiradas e vivas transmitem em suas telas uma atmosfera orgânica, calma e saudável.

A Galeria Fênix tem em seu acervo obras de arte de todas as artistas citadas acima, e muitos outros, nacionais e internacionais, com diferentes estilos e técnicas. São mais de 30 anos de atuação no mercado, proporcionando atendimento especializado para ajudar você a adquirir a obra de arte que mais lhe agradar, com total segurança.

FECHARFORM

GOSTEIRESERVAR