Como escolher a obra ideal para sua sala de estar

Obras de arte, sejam elas de artistas reconhecidos e consolidados ou não, são extremamente enriquecedoras e uma belíssima opção para decorar a casa, principalmente a sala de estar, que acaba sendo o cartão de visitas. A arte dá vida, cor e alma a um ambiente, e pode dizer muito sobre a personalidade de seus moradores.

Embora não haja uma regra específica a ser seguida, existem algumas dicas que podem facilitar a escolha na hora de decorar e compor a sua parede.

No caso de uma sala com estilo predominantemente clássico, as peças podem ser penduradas nas paredes laterais ou na parede frontal, centralizadas com o tamanho total da parede e colocadas na altura regular: o meio da tela na altura dos olhos de uma pessoa mediana. No caso de obras grandes colocadas acima do sofá ou de um móvel grande, como um aparador, o quadro deve estar alinhado e centralizado com o móvel. Se preferir uma estética mais divertida ao ambiente, aposte em um jogo de proporção e coloque na parede quadros de diferentes tamanhos.

Mas se a ideia for modernizar, contrastar ou mesmo quebrar padrões, aí o céu é o limite: é válido descentralizar as telas, dando um peso visual só de um lado de uma parede, por exemplo. Compor uma tela grande com uma bem menor de forma não assimétrica, justamente para que a assimetria se destaque, ou até apoiar os quadros no chão, porque não? Já em um ambiente com estilo escandinavo, mais minimalista, quem disse que não dá para ter quadros também? Vale a pena apoiar o quadro em um aparador, deixando a parede livre e limpa, como é característico desse estilo.

Uma pintura acadêmica, por exemplo, pode contribuir com a estética de um ambiente clássico. Já os mais moderninhos costumam preferir desenhos abstratos ou com formas geométricas. Os mais urbanos podem querem obras com alguma referência de graffiti, por exemplo, para trazer um pouco da rua para casa. Figuras impressionistas podem dar um ar divertido e jovial, levando os visitantes a brincar com a imaginação diante daquelas obras.

Porém, aqui é MUITO IMPORTANTE LEMBRAR: NÃO existe regra! A obra deve estar, principalmente, de acordo com quem irá conviver com ela todos os dias. Apure seu olhar, busque referências, procure entender os estilos e cores que mais te atraem. Quanto mais você ver, mais museus visitar, quanto mais você treinar seu olhar, mais vai descobrir as inúmeras possibilidades que podem lhe atrair! As obras não necessariamente precisam combinar de forma absoluta com o ambiente, mas é válido buscar alguma harmonia de cores com a paleta do restante da decoração, caso exista uma maior preocupação estética. Ou ainda, a ideia pode ser dar destaque total ao quadro e, para isso, cores fortes e pinceladas vibrantes podem ser uma ótima opção.

Ainda sobre os temas, o mais importante mesmo é que a obra faça bater forte o coração de quem a vê todos os dias. Afinal, arte foi feita para emocionar, não é mesmo?

Agora que você já conferiu algumas dicas, que tal conhecer as obras da Fênix Galeria? Temos os mais variados estilos para fazer o seu olhar brilhar!

close

Liked it! I want to Book